PODE FALTAR GASOLINA EM PERNAMBUCO.

Os postos de combustível de Pernambuco podem ficar sem gasolina nos próximos dias. O alerta é do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustível-PE). De acordo com o presidente da entidade, Fernando Cavalcanti, diversos estabelecimentos já estão ou estiveram desabastecidos por alguns dias, devido à falta de competitividade do etanol.

“Há cerca de um mês, alguns pontos já davam notícia da escassez da gasolina, mas o problema se intensificou na última semana. Os postos precisam comprar gasolina das distribuidoras diversas vezes por semana, de acordo com a demanda, mas não estão conseguindo obter o combustível a tempo de abastecer os tanques”, comentou.
Segundo ele, em média, os postos revendedores funcionam com quatro tanques de 15 litros, que são divididos entre gasolina comum, aditivada, diesel e etanol e até os empresários que costumam trabalhar com os tanques pela metade não estão conseguindo fazer estoque.

Rodrigo disse que, na semana passada, ficou um dia sem gasolina. Aliás, quando a reportagem pediu para conversar com o empresário ele já desconfiava do assunto. “É sobre falta de combustível, né?”, afirmou antes mesmo de ser questionado.
Já o gerente de um posto Shell localizado no Cais do Apolo, área central da capital pernambucana, Glediston Soares Júnior relatou que ficou quase dois dias sem gasolina na semana passada. “No fim do ano o consumo aumenta, tem mais caminhão no Porto do Recife por causa da safra de açúcar e ficamos sem combustível para atender à demanda”, lamentou. Ele disse que também foi informado sobre problemas com navios de transporte. “Fazemos o pedido por um sistema na internet da Petrobras e lá eles estão avisando para fazermos estoque porque pode faltar gasolina nos próximos dias”.

Sem falar em percentuais, Fernando reconhece que, com o racionamento, é possível haver aumento do preço. “Se não tivermos venda, precisaremos aumentar nossas margens a fim de poder arcar com os custos do estabelecimento, que serão os mesmos, como folha salarial, por exemplo”, explica.

Informações da imprensa nacional dão conta de que o problema é causado pelo aumento do consumo, mas empresários ouvidos pelo Blog dizem que a questão é ineficiência na logística “O que chegou para mim de assessores da Petrobras foi que não tinha navio para transportar o combustível”, contou Rodrigo Amorim, dono de dois postos BR, na Boa Vista, área central do Recife, e em Boa Viagem, Zona Sul. A Petrobras distribui gasolina para todos os postos do País.

“Todo fim de ano costuma faltar gasolina, a partir de outubro. Não sei o que é isso”, observou. Rodrigo vende 180 mil litros por mês e está dobrando o estoque para evitar o desabastecimento.

Com Informações do Blog do Jamildo.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.