DETIDO ACUSADO DE HOMICÍDIO EM URUÇU MIRIM (GRAVATÁ-PE)

Compareceu na tarde desta terça-feira (06/11) na 62ª Delegacia de Polícia do Muncípio de Gravatá, região agreste de Pernambuco, Marcio Pontes, acusado de ter provocado a morte do agricultor Eraldo Gomes, 53 anos, durante uma discursão política no Distrito de Uruçu Mirim, distante 18 km do centro de Gravatá no último dia 19 de outubro. Márcio até o fechamento desta reportagem encontrava-se detido numa das celas da delegacia, haja vista que em desfavor dele já havia um mandato de prisão preventiva.

Eraldo Gomes chegou a ser socorrido ao HDPVP e transferido para o Hospital da Restauração – HR – no centro do Recife, mas, devido a gravidade da lesão sofrida acabou morrendo. Um dos advogados do acusado informou a nossa produção que a defesa a ser usada em favor do acusado diz respeito a uma MORTE ACIDENTAL POR ATO INVOLUNTÁRIO. Nossa equipe tentou falar com familiares da vítima, no entanto ninguém quis se pronunciar. O defensor do acusado privou seu cliente de entrevistas e fotografias.

Caberá agora a Vara Criminal da Comarca de Gravatá apreciar o inquérito que será fechado pela polícia judiciária e penaliza-lo por homicídio culposo (o que é cometido sem intenção de causar a morte, mais por negligência, imprudência ou imperícia), ou homicídio doloso (o que é cometido voluntariamente).

Com informação do Portal GN.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.