ESCADA GANHA NOVA SEDE DE PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DO MPPE

O município de Escada, na Mata Sul pernambucana, vai ganhar uma nova Sede de Promotorias de Justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A Secretaria Geral do MPPE autorizou o início do processo licitatório para definir a empresa que se encarregará de dar continuidade à obra de adaptação da casa oficial para a nova função.

A Sede de Promotorias de Escada hoje funciona no Fórum de Justiça da cidade. Com a mudança, os membros e servidores do MPPE no município, assim como a população local, serão contemplados com uma estrutura necessária para melhor atendimento das pessoas. A edificação contará com espaço para apoio administrativo, recepção, sala de espera, sala de audiência, sala técnica, 13 vagas de estacionamento (sendo uma para pessoa com deficiência e uma para pessoa idosa) e bicicletário. O terreno ainda possibilita a ampliação futura caso seja necessária.

A obra da nova Sede de Promotorias estava parada desde 2015. Quando concluída, atenderá aos princípios de acessibilidade. Terá, além de estacionamentos específicos, rampas, sinalização tátil e banheiro acessível. Também obedecerá às políticas da Comissão Ministerial de Gestão Ambiental do Ministério Público de Pernambuco (CMGA), agregando diversos elementos que trazem sustentabilidade e respeito ao meio ambiente.

Dentre os materiais empregados na construção, por exemplo, haverá o emprego de cimento do tipo CP3 (que utiliza em sua composição resíduos da indústria siderúrgica), as madeiras e outros subprodutos vegetais serão certificados pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) ou instituições ambientais reconhecidas. As tintas utilizadas serão à base de água, torneiras para lavatório terão fechamento automático e a areia empregada deverá ser do tipo industrial ensacada em detrimento da areia lavada retirada de rios.

Os resíduos gerados pela obra serão coletados de maneira seletiva para reciclagem e sistema de retenção de material pulverulento. A destinação final será feita em aterros credenciados. “Estamos seguindo à risca a orientação do procurador-geral de Justiça para realizar as obras necessárias à melhoria da condição de trabalho dos membros e servidores do MPPE”, assegurou o secretário-geral da Instituição, Alexandre Augusto Bezerra.

Com informações da Assessoria.

Comentários

comments