POLÍCIA FEDERAL PRENDE FUNCIONÁRIO DO INSS E REPRESENTANTE DE SINDICATO NO CABO

Um funcionário do INSS no Cabo de Santo Agostinho e um representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Cabo foram presos, na manhã desta quarta-feira durante a Operação Insistência, realizada pela Polícia Federal (PF) para desarticular uma quadrilha responsável por fraudar inúmeros benefícios previdenciários e aposentadorias rurais. Os presos foram identificados como Rogério José de Santana e Marcelino João de Santana.

Os presos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal onde serão indiciados e responderão pelos crimes. A pena chegar até 12 anos de prisão. A Polícia Federal emitiu dois mandados de prisão preventiva, 18 conduções coercitivas e oito de busca e apreensão nos municípios do Cabo e em Brasília Teimosa, bairro do Pina. Desde às 6h, cerca de 120 policiais e servidores do INSS buscam apreender os materias e investigar o caso. 
 
As investigações que guiaram ao caso tiveram início desde 2015, após a descoberta de graves irregularidades em um setor do INSS. Estima-se que o valor do prejuízo dado aos cofres públicos chegue a quase 22 milhões de reais.
 
De acordo com a PF, o nome da “Operação Insistência” se deu pelo fato do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Cabo de Santo Agostinho continuar no esquema fraudulento de concessão de benefícios mesmo após a deflagração da Operação Manager que aconteceu em setembro do ano passado. 
 
Do Diario de Pernambuco.

Comentários

comments