POPULAÇÃO DE CHÃ GRANDE ESTÁ ATERRORIZADA COM A LISTA DA MORTE

A chamada lista da morte que circula em Chã Grande, a 82 quilômetros do Recife, desde 2016, voltou a aterrorizar a população de cerca de 22 mil habitantes. É que no último final de semana foi morta mais uma pessoa marcada para ser assassinada. A vítima foi o adolescente José Moisés Avelino, 17 anos. Até agora, dez pessoas que tiveram os nomes divulgados em duas listas já foram executadas. Há quinze dias, um outro jovem listado, com 18 anos, sofreu um atentado a tiros, mas sobreviveu.
 
A primeira lista foi divulgada na parede do cemitério da cidade. Na mesma havia nomes e apelidos das pessoas visadas para morrer. Desta primeira divulgação, sete pessoas das 19 já morreram. Em março do ano passado, uma nova lista foi divulgada, desta vez em uma escola abandonada no centro de Chã Grande. Três pessoas da divulgação mais recente foram assassinadas.
 
Um áudio que circula até hoje pelo WhatsApp entre a população traz uma gravação com a voz de um homem relatando as ameaças contra as pessoas da lista. “Quero pegar aquela raça safada que está fazendo mal ao povo”, diz a voz anônima. Segundo a polícia, alguns dos mortos têm envolvimento com o tráfico de drogas.
 
Do Diario de Pernambuco.

Comentários

comments