AMARAJI TEM DUAS UNIDADES DE SAÚDE DESCREDENCIADAS PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE

O Ministério da Saúde descredenciou por meio da portaria Nº 1.717, de 12 de junho de 2018, duas (02) Unidades de Saúde da Família do município de Amaraji, na mata sul do estado. A medida, que atinge unidades da federação de todo o País, foi assinada pelo Ministro da Saúde, Gilberto Occh. As unidades estão descredenciadas em razão dos descumprimentos do prazo estabelecido na Portaria de Consolidação nº 2/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para cadastramento no Sistema Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (SCNES).

Consulte a portaria, clique aqui.

Em Amaraji, por exemplo, o bairro Recanto dos Pássaros que tem uma Unidade de Saúde da Família construída e inaugurada há quase dois anos, e estava no CNES com os dados 7177402-PSF RECANTO DOS PASSAROS foi descredenciada e os moradores terão que ser atendidos em outras unidades da cidade.

Segundo a Portaria de Consolidação n° 2, de 28 de setembro de 2017, citada na portaria que descredenciou as unidades, as prefeituras deveriam cadastrar a(s) equipe(s) no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde, num prazo máximo de 4 (quatro) meses, a contar a partir da data de publicação da referida Portaria, sob pena de descredenciamento da(s) equipe(s) caso esse prazo não fosse cumprido.

O não cumprimento dos prazos teria levado a edição da portaria que atingiu além de Amaraji outras 51 cidades pernambucanas, entre elas Ribeirão que teve 01 unidade descredenciada, Vitória de Santo Antão (05), Escada (04) e Toritama, que teve 05 Unidades de Saúde da Família descredenciadas pelo Ministério da Saúde.

Comentários

comments