ABUSADO COM BACAMARTEIROS, GALEGO DO GÁS SE ENVOLVE EM CONFUSÃO E CASO VAI PARAR NA DELEGACIA

O ex-prefeito da cidade de Primavera-PE, Galego do Gás (sem partido), perdeu a paciência com o encontro de bacamarteiros, realizado no último Domingo (17), no centro da cidade. Fora de controle, Galego  tentou agredir um dos participantes do evento; o Secretário de Governo e marido da prefeita Dayse Juliana (PDT), João Paulo, mas foi contido por seguranças que davam apoio ao evento.

Galego ainda teria tentado prestar uma queixa contra os bacamarteiros, mas na Delegacia havia sido informado de que o evento estava obedecendo todas as exigências legais. A manifestação cultural por meio de disparos de bacamarte é típica do período junino e faz parte da programação oficial da prefeitura. 

Uma das alegações de Galego seria de que os disparos estariam incomodando uma criança de colo na casa de um parente seu, no mesmo local onde estava acontecendo o encontro de bacamarteiros. Populares que presenciaram o episódio negaram a afirmativa do ex-prefeito e associaram o caso com a política local. 

Em virtude do resultado positivo que a gestão da prefeita Dayse Juliana vem obtendo, o secretário de Governo João Paulo tem ganhado notável popularidade em decorrência da sua forte atuação em conjunto com a gestora e sua equipe. Com esse ponto de vista, populares acreditam que tudo tenha sido motivado por ciumeira política.

Na boca do povo
No meio do alvoroço, alguns munícipes presentes acusaram o ex-prefeito Galego do Gás, de disseminar comentários caluniosos em desfavor da prefeita e do seu esposo, vítima da tentativa de agressão.

Histórico negativo
A confusão protagonizada por Galego do Gás, trouxe uma série de fatores negativos à tona, sobre seu perfil. Na ocasião, munícipes proferiram e alto e bom som, que Galego já foi autuado na Lei Maria da Penha por ter agredido  ex-esposas. 

Simpatizantes do ex-prefeito tentaram amenizar a situação e atribuíram o caso ao possível estresse causado por jogos de aposta. Houve até quem afirmasse que o político enfrenta perturbações originadas por vícios em jogos de baralho e similares. 

Do Blog Visão da Gente.

Comentários

comments