OPERAÇÃO DESARTICULA FRAUDE NO FORNECIMENTO DE MERENDA NO CABO DE SANTO AGOSTINHO

Um esquema de fornecimento de merendas por crimes licitatórios, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro no Cabo de Santo Agostinho foi desarticulado pela Polícia Civil de Pernambuco, nesta quarta-feira (21). A Operação Ratatouille cumpre 20 mandados de busca e apreensão e três mandados de sequestro de bens móveis no Grande Recife e na Mata Sul do Estado. Um dos mandados de busca e apreensão teve como endereço a casa do ex-prefeito José Ivaldo Gomes, o Vado da Farmácia. Os crimes investigados praticados foram praticados no município durante à gestão dele como prefeito, entre 2013 e 2016.

Os mandados foram cumpridos nos municípios do Cabo de Santo Agostinho, Recife, Jaboatão, Olinda, Tamandaré, Escada e Sirinhaém. As investigações tiveram início há três meses.

O chefe da Polícia Civil, Joselito do Amaral, detalha que as investigações começaram após o recebimento de um relatório de alimentos impróprios para o consumo que estavam sendo oferecidos a crianças de escolas públicas no município do Cabo de Santo Agostinho. ” A partir daí nós solicitamos os mandados de busca que foram cumpridos na manhã de hoje [esta quarta]. Foram 20 mandados de busca na cidade de Cabo de Santo Agostinho, que foi foco da operação, Recife, Jaboatão, Olinda, Tamandaré, Escada e Barra de Sirinhaém”.

Foram apreendidos e confiscados vários bens como embarcações, veículos e documentos. “Vai ser feita uma triagem que possivelmente resultará no pedido de prisão das pessoas investigadas. O objetivo maior é ressarcir o erário público naquilo que foi desviado. Os crimes são contra licitação, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro”, completou Joselito. As investigações duraram três meses e foram realizadas pela Delegacia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos em parceria com o Ministério Público de Pernambuco e o Tribunal de Contas do Estado.

Do Blog da Folha

Comentários

comments