PREFEITO DE TORITAMA PODE TER MANDATO CASSADO

Em Toritama (PE), a Câmara Municipal abriu um processo de cassação contra o prefeito Odon Ferreira (PSB) por improbidade administrativa. Foram oito votos a favor e cinco contra.

O motivo seria a compra de rosas para serem distribuídas no dia das mães, em 2013. O prefeito gastou cerca de R$ 8.960 para comprar 2.240 rosas, no valor individual de R$ 4. A Lei Orçamentária obriga a realização de licitações para comprar acima de R$ 8 mil. As flores foram destinadas à secretaria da Mulher, coordenada pela filha do prefeito, Daniele Cunha.

Votaram a favor da abertura do processo os vereadores Birino (PSB), Dioclécio (PTC), Fábio Araújo (PSDB), Fábio Florentino (PT), Maviael (PSL), Morica (PSL), Nilton de Enoque (PSB) e Zé Boim (PSDB). E contra os parlamentares Arimatéia (PSD), Marcos Serafim (PSB), Rosana Ferreira (PSD), Zé Neto (PSD) e Loló (PTB).

O gestor terá o prazo de 60 dias para apresentar defesa junto à Câmara.

Do Blog do Igor Maciel.

Comentários

comments